Socorro! Eu caí e não consigo me levantar.

253 0

Em cinco anos entre 2012 e 2017 a população brasileira com 60 anos ou mais, acompanhando um fato já constatado em outros países, cresceu 18,8%.

No Brasil atual são 4,2 pessoas por domicílio, o casal e aproximadamente 2 filhos, enquanto que nos países mais evoluídos da Europa é de 2,2 a 2,8 pessoas por domicílio.

O idoso tem cada vez menos suporte familiar devido a mobilidade das famílias, seu tamanho e o número crescente de separações.

Por aqui alcançaremos logo estes números, ou seja, querendo ou não estaremos sozinhos, não só por escolhas, como também pela imposição da composição familiar do mundo atual.

E os idosos preferem morar sozinhos.
Vejam quais os principais motivos constatados:
– 50 % dizem querer privacidade;
– 41% (principalmente os mais velhos e mulheres) dizem não querer voltar a morar com outras pessoas;
– 37,1% não querem dar satisfação de sua vida.
Respeitar esta escolha pelos familiares é fundamental para evitar o conflito.
E quais são, segundo estes idosos que moram sozinhos, seus maiores receios?
– 58 % dizem ter medo de passar mal e não ter como e a quem recorrer;
– 47% medo da solidão;
– 36% medo de violência;
– 22 % não ter com quem dividir despesas.

Criar alternativas para o cuidado com esta população, que levem em conta suas condições de saúde, familiar e financeira é fundamental; e alguns serviços, novos por aqui, mas já existentes em outros países, surgem como necessários e auxiliares para este público.

Um dos serviços mais difundidos no exterior, são os serviços de Resposta a Emergência Pessoal e por aqui conhecido como Serviço de Teleassistência.

O Serviço de Teleassistência consiste de uma Central de Monitoramento 24 horas que é acionada pelo usuário ao simples toque de um botão.

Ao receber este acionamento, a Central de Monitoramento irá tomar todas as medidas descritas no contrato de serviço, providenciando assim atendimento e assistência ao usuário.

Os equipamentos mais adequados são aqueles projetados e desenvolvidos levando em conta a dificuldade de mobilidade e muitas vezes a dificuldade cognitiva do usuário e isto inclui alto falantes que descrevem todo o processo de evolução do acionamento, atendimento das chamadas telefônicas da Central de Monitoramento sem necessidade de locomoção, pulseiras ou pingentes com botão de acionamento à prova de água que podem ser usados durante o banho, ou quando lavar as mãos e outras facilidades que garantem que o sistema seja mais seguro e eficiente.

Veja o que descreve este relatório do Conselho Nacional para Cuidar do Envelhecimento dos Estados Unidos.

Queda em adultos mais velhos é o maior índice de acidentes com idosos.

Quando muitas pessoas ouvem as palavras “sistema de resposta de emergência pessoal”, o primeiro pensamento que às vezes vem à mente é um adulto mais velho caindo sozinho e não sendo capaz de se levantar.

Isto se deve ao fato de uma empresa ter veiculado na sua propaganda a famosa frase que se tornou muito conhecida e popular:

“Socorro! Eu caí e não consigo me levantar”.

Embora esse anúncio tenha atraído muita atenção e, para essa empresa de alertas pessoais em particular, a realidade é que as quedas são comuns demais para os adultos mais velhos.

A cada 11 segundos, um idoso é tratado em uma sala de emergência (ER) com algum tipo de lesão relacionada a uma queda, de acordo com o Conselho Nacional do Envelhecimento (NCOA).

Pior ainda, a cada 19 minutos, um dos idosos de nossa nação sofre uma lesão relacionada à queda que acaba causando sua morte, tornando-se a principal causa de ferimentos fatais para esse público.

No Brasil, as estatísticas não são diferentes. Veja a ocorrência de quedas por faixas etárias.
32 % dos idosos entre 65 e 74 anos;
35% dos idosos entre 75 e 84 anos;
51% dos idosos acima de 84 anos;

Com base nessa probabilidade maior de queda, pode ser extremamente benéfico ter um sistema pessoal de resposta à emergências se um idoso se encontrar nesse tipo de situação e precisar de assistência médica. Há também outras vantagens nos sistemas de alerta pessoal.

*BENEFÍCIOS ADICIONAIS DE TER UM SISTEMA PESSOAL DE RESPOSTA A EMERGÊNCIAS:

Mais acessível do que outras opções de monitoramento pessoal.
Quedas de idosos podem ocorrer devido à deficiência visual ou auditiva, ou por terem os reflexos mais lentos. Algumas condições de saúde também contribuem para quedas, como diabetes e doenças cardíacas, assim como certos medicamentos.

Nos casos em que o risco de quedas é elevado sem chegar ao ponto de o idoso necessitar de atendimento pessoal 24 horas por dia (os cuidadores) é mais acessível usar um sistema pessoal de atendimento a emergências além do que permite que os adultos mais velhos mantenham sua independência.

Lares de idosos, instalações de vida assistida e opções de cuidados de saúde em casa não são apenas mais caros, como também removem pelo menos uma parte da independência de uma pessoa idosa. Isso não quer dizer que essas outras opções sejam ruins.

É que, se o idoso ainda pode fazer muitas coisas por conta própria, usar um sistema pessoal de resposta a emergências pode fornecer algum conforto, pois a ajuda está rapidamente disponível, se necessário, enquanto ainda promove um nível de independência.

Fornece uma resposta imediata se ocorrer um problema a qualquer momento.

Dados fornecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que 20% das quedas ocorrem entre às 21h e 7h, o que torna provável que a queda tenha ocorrido durante o uso do banheiro no meio da noite.

Mesmo que a pessoa não more sozinha, pode ser difícil despertar os outros na casa se uma queda ocorrer quando eles estiverem dormindo. Os sistemas pessoais de resposta a emergências, por outro lado, fornecem monitoramento 24 horas e uma resposta imediata.

Oferece maior tranquilidade.
À medida que os entes queridos começam a envelhecer, não é incomum que os familiares e amigos se preocupem mais com eles, especialmente se moram sozinhos. Pesquisas mostram que três em cada quatro idosos têm a intenção de permanecer em suas casas atuais enquanto viverem. Assim, uma maneira de todos terem paz de espírito neste tipo de situação é usar os serviços de um sistema de resposta a emergências.

Simples de usar.
Cada sistema é um pouco diferente, mas muitos oferecem dispositivos portáteis fáceis de usar que não exigem nada além do toque de um botão para se conectar a um serviço de monitoramento 24 horas. Em casos de quedas ou onde o movimento é limitado, isso permite que o idoso consiga ajuda sem ter que tentar rastrear ou encontrar o caminho para um telefone.

Por que os telefones celulares não são os melhores para resposta de emergência pessoal?
Pode-se argumentar que os telefones celulares oferecem esses mesmos tipos de proteções, tornando-os tão fáceis de usar quanto os sistemas de resposta a emergências sem os custos adicionais.

No entanto, há alguns problemas em confiar em um dispositivo celular em uma situação médica de emergência.

Lembre-se que e os botões do telefone são muito pequenos ou difíceis de serem empurrados, eles podem não ser facilmente acessíveis em uma situação de emergência, especialmente para mãos instáveis ​​ou com pouca visão. Outros fatores que podem limitar a acessibilidade do telefone celular incluem se o telefone está ou não carregado, ou se é mesmo próximo durante uma situação médica. Por motivos como esses, geralmente é melhor usar um sistema de resposta pessoal real.

Considerações finais do sistema de resposta de emergência pessoal
Sistemas de resposta a emergências pessoais servem a um propósito valioso para os idosos, proporcionando uma série de benefícios para aqueles que os utilizam. Embora existam muitas opções diferentes disponíveis em faixas de preço variadas, selecionar o melhor sistema e serviço para você pode ajudar de forma dramática no caso de uma emergência médica.

Sucesso de lançamento o serviço SOSme, criado recentemente pela Helpnet, empresa há 25 anos no mercado de monitoramento eletrônico em Franca, é um serviço de teleassistencia com cobertura nacional e conta com equipamentos especialmente desenvolvidos e fabricados para o atendimento deste tipo de ocorrência e publico.

Um grande diferencial do SOSme e seguindo a mesma postura que a Helpnet oferece nos sistemas de segurança eletrônico, é a assistência total e gratuita nos equipamentos instalados alem de que oferece também gratuitamente aos clientes, dependendo do plano adquirido, o Serviço de Orientação Medica pelo telefone.

 

Related Post