Osteopatia e Cervicalgia

345 0
Dr. Eduardo Maniglia da Clínica ECCO, Fisioterapeuta e Osteopata e Monitor da Escuela de Ostepatia de Madrid, que exige do profissional 5 anos de dedicação para formação completa, tem como foco de trabalho o diagnóstico e tratamento das causas de dores na coluna, englobando conhecimentos, recursos e técnicas referenciadas nos mais sofisticados centros europeus e norte-americanos de tratamento da coluna vertebral. Sua ampla experiência possibilita que seu tratamento tenha resultados rápidos e eficazes.

A dor no pescoço, também chamada de cervicalgia, juntamente com a lombalgia (dor na parte inferior da coluna), são os quadros clínicos mais frequentes no consultório. A origem dessas dores são diversas, as mais recorrentes são causadas por stress no trabalho, cansaço, tensão muscular com fundo emocional ou não e até mesmo a manutenção da postura sentada por tempo prolongado. Estudos apontam também que as dores cervicais estão ficando mais frequentes e tendem a piorar em decorrência do uso excessivo dos recursos tecnológicos.

Os pacientes que sofrem com dores no pescoço, normalmente acordam bem, sem dor. Contudo, no decorrer do dia a dor vai aparecendo e aumentando sua intensidade. Tarefas domiciliares costumam piorar bastante as dores. Eles relatam que têm essas dores há anos e não conseguem encontrar uma causa específica, exames como radiografias não acusam nada e assim não conseguem resolver de fato esta situação.

Alguns recursos como a água quente do banho, bolsa de água quente e alongamentos costumam aliviar momentaneamente as dores. Porém, elas costumam ser crônicas e com compensações na coluna. Na maioria das vezes, os quadros em que diagnosticamos artrose (bico de papagaio) e redução dos espaços articulares, associados à dor no pescoço, conseguimos uma melhora rápida com o tratamento porque a grande parte dos seus sintomas são mecânicos e é exatamente com o que trabalhamos.

As dores no pescoço também podem desencadear dores a distância: é muito comum pacientes referirem dores de cabeça tensionais com origem na região alta do pescoço, ou dores entre o pescoço e ombros – que causa sensação de queimação e formigamento e que apresenta muitos nódulos na região acometida.

Várias técnicas são aplicadas durante o tratamento osteopático, e entre muitos objetivos, podemos citar o desbloqueio do movimento da vértebra, gerando um estímulo que se reflete para que as funções de tudo aquilo que corresponda a ela se equilibre.

Osteopatia e Dores de Cabeça
As causas das dores de cabeça podem ser variadas e a Osteopatia oferece tratamentos para a maioria delas. Existem vários tipos, as mais relatadas pelos pacientes são as enxaquecas e as do tipo tensional. A Osteopatia proporciona condições para que o organismo do paciente esteja em equilíbrio, diminuir as informações das dores para cabeça, deixando os próprios mecanismos naturais de cura do organismo a dissipar os efeitos negativos do estresse sobre o sistema nervoso.

Com toque leve pelo Osteopata o atendimento é suave, sem manobras agressivas. Simplesmente induz as forças hidráulicas inerentes no sistema craniossacral a melhorar o ambiente interno do corpo do paciente e a fortalecer sua própria habilidade de autocorreção.

Related Post